sábado, 2 de agosto de 2014

SOBRE O CIÚME

CIÚME

Como homem ciumento eu sofro quatro vezes: por ser ciumento, por me culpar por ser assim, por temer que meu ciúme prejudique o outro, por me deixar levar por uma banalidade; eu sofro por ser excluído, por ser agressivo, por ser louco e por ser comum.
(Roland Barthes)

Nenhum comentário: