sexta-feira, 1 de agosto de 2014

EIS PHAOS (Εις Φαός)




EIS PHAOS 
(Εις Φαός)

Em direção a luz 
Riscos em uma fogueira...
Riscos-restos-evidências... 
Uma centelha, uma fagulha ... 
Tremeluz no espaço infinito... 
Uma estrela distante...
A luz que cristalizou
Transformou-se em pedra...
Desvelou-se 
Velando seu sentido-mensagem...
(Isso lembra Haroldo de Campos: "onde a migalha a maravilha a apara é maravilha é vanilla é vigília é cintila de centelha é favilha de fábula é lumínula de nada")...


(Fonte: imagem apropriada e modificada da internet)

Nenhum comentário: