sexta-feira, 1 de agosto de 2014

A CHAVE

A CHAVE

 
 A chave tem grande significado na cultura ocidental, sempre ouvimos sobre as "chaves do céu, chaves do reino do céu" (claves regni caelorum), as sete chaves, 
as chaves cruzadas (representação do equinócio), e o arquiteto porta a chave da obra; as duas chaves podem representar duas colunas ou gnomons que marcam as datas do solstício de verão e o solstício de inverno. O cruzamento  dessas duas linhas forma um X ou uma cruz, o ponto gamma (o equinócio) servindo também de calendário astronômico perene. Essas duas linhas (das chaves), das linhas dos solstícios descrevem quatro quadrantes, o arco real do sol, da luz, da iluminação.  Esse arco representa a esfera celestial (Sphaera Caeleste) e por extensão o "orbis mundi". É tambem o simbolo da habilidade que nós humanos que nos iniciamos 
na leitura do mundo possuimos para abrir e nos orientarmos entre os diferentes níveis da realidade. É também o símbolo da fidelidade da discrição e o emblema do tesoureiro.
Listei alguns dos significados que acho interessante para refletirmos sobre as camadas de significado que esse objeto-palavra-ideia pode evocar.
1) Algo de valor bem guardado.
2) Guardião de um tesouro.
3) Guardião da chama da arte, do conhecimento transmitido desde tempos imemoriais, das cavernas até nossos dias. 
4) A sabedoria guardada 
5) Um grande amor cultuado e cultivado em silêncio 
6) Cumplicidade, quando amigos ou quando duas ou mais pessoas compartilham a cópia de uma chave para abrir a mesma fechadura. Compartilhar um conhecimento, uma arte. 
7) a capacidade de interpretar, de explicar, de guardar. Uma metáfora. 
Possuir a chave para decodificar a mensagem. O texto, o mundo, a paisagem a imagem. 
8) iniciação, poder de abrir as portas do conhecimento visível e misterioso, de interpretar sinais e signos. 
9) Signo de fidelidade e lealdade 
10) responsabilidade quanto a uma realidade, à um conhecimento ou à uma arte.












  


Nenhum comentário: