quarta-feira, 30 de julho de 2014

IMAGEM COMO UM OBJETO TROUVÉ

A face tem alguma coisa de reencontro, de reconhecimento do explendor do humano em cada um. O reencontro com a identidade do outro. O encontro com a minha identidade.  A banal constatação de que todos somos iguais. Humanos. 






Nenhum comentário: