quinta-feira, 7 de outubro de 2010

REDE GLOBO E A SUCESSÃO PRESIDENCIAL NO BRASIL

TENDÊNCIAS NA GLOBO


Qualquer pessoa que possua alguma inteligência pode perceber que os repórteres da Rede Globo seguem uma linha editorial pró-candidatura Serra. Um repórter de nome Camarote e todos os demais falam muito mais no nome do candidato Serra do que da candidatura Dilma Rousseff.
Se isso não for tendencioso não sei o que é. Ele (Camarotti) ainda quer passar uma idéia de caos ou desorganização recorrente na campanha da Sra. Dilma Rousseff. Eu imagino quanto ele deve ganhar ou se ele tem consciencia de que esta fazendo um jogo dos poderosos. De onde veio esse repórter? Que autoridade tem ele para afirmar? É ele antropólogo ou estatístico ou sociólogo estudioso especialista em campanhas do PT? Suas análises são superficiais e tendenciosas. E deixam ver sua rasa argumentação. Pena que ele seja OBRIGADO a fazer isso, pena que ele não tenha opinião prórpia, como cidadão, como ser humano que é; e eu imagino que seja formado em alguma faculdade, já que agora para ser jornalista não precisa nem ter curso superior.

Ora, a primeira condição que se deve alcançar ou possuir para fazer alguma análise é a imparcialidade, virtude essa que é rara em qualquer jornalista da Globo.

O que um expectador pode fazer para evitar que opiniões desses senhores (de argumentação raso, reles, ordinária)? Certamente todos pensaram em desligar a tv ou trocar de canal, mas eu digo que isso não adianta nada. Só ha um argumento que essas pessoas entendem. A linguagem do dinheiro. Eu por exemplo não consumo nenhum produto dos patrocinadores do programa. E em minhas aulas sempre falo isso e sempre tento abrir a mente de quem me ouve, para que comecem a ver com seus próprios e não com a visão parcial dos repórteres da Globo.

Nenhum comentário: