quinta-feira, 22 de julho de 2010

VIVER É

Viver é


Gostar, cozinhar, comer, degustar, andar, viajar...
Sentir o prazer nas coisas que se aproximam e naquelas que se afastam.
Olhar, investigar...
Ver detalhes, minúcias desapercebidas por todos, reentrâncias, áreas, banhados pela luz, sombras, volumes...
Imagens dançantes, formas...
Rios de figuras banhadas em cascatas de fótons.
Pensar, refletir, abstrair...
Perceber, conhecer, reconhecer.
Admirar a beleza e a brutalidade em cada ente existente.
Desejar, sentir, amar outro corpo igual ou diferente...
Tocar, testar a textura, sentir o "gosto" com a ponta dos dedos, com a palma das mãos, com a pele.
Interpretar, traduzir em palavras o toque, tatear o mistério das superfícies.
Aspirar ao mundo e suas essências, sentir "ouvindo" com o nariz, cada parte da sinfonia ilimitada e avassaladora da realidade que mergulho.
Flores, folhas, ramos novos, galhos secos, troncos molhados, rochas, nuvens, ferrugem, metal, folhas de papel, carne...
Ouvir o sussurrar da matéria, dos corpos, do êxtase na noite...
Sentir com ouvidos o som, sabida cadência ininterrupta da vida.
Amar cada segundo de cada minuto, rir, chorar.
Conversar, comunicar sentimentos, ideias, ideais...
Crescer, envelhecer, sentir as horas e os dias, experimentar o tempo, vestir a luz.
Cobrir-se com a noite...
Dormir, sonhar, despertar, levantar, trabalhar, realizar...
Desaparecer no mundo... Dissolver-me no universo... fazer parte do ar
Fazer parte do horizonte, da linha; da linha de vizada, do ponto final.

Nenhum comentário: